terça-feira, 26 de agosto de 2008

Seção Capas de Disco - 1

.
Com esse post inauguro a seção Capas de Disco aqui no blogue Vergonha Alheia. E a estréia vem com o grupo sueco ABBA, autor e intérprete de muitas pérolas da música brega internacional - além de ostentar um visual (especialmente os cabelos) pra lá de style. Fala a verdade: essa capa merece ou não merece estar no ranking da vergonha alheia universal? Quem tiver coragem, que tente fazer pior.

domingo, 24 de agosto de 2008

Da série Regina Duarte and friends

'Estou preocupado com o nível da campanha eleitoral', diz Dib

Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

O prefeito de São Bernardo, William Dib (PSB) disse sexta-feira estar "preocupado com o nível da campanha eleitoral" que definirá o seu sucessor. O chefe do Executivo defendeu o seu candidato, Orlando Morando (PSDB), e atacou a oposição, principalmente a chapa petista, encabeçada por Luiz Marinho.
As declarações de Dib foram dadas após visita à nova sede da Acisbec (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo), que está sendo construída no bairro Nova Petrópolis. Morando também participou da atividade.
"O nível de ameaças e do poder econômico ostensivo nos preocupa", afirmou em referência à previsão de R$ 15 milhões em gastos de campanha que o PT declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) - o tucano planeja R$ 6 milhões, mesmo valor de Alex Manente (PPS).
O prefeito queixou-se das candidaturas rivais e não poupou críticas aos planos de governo adversários. "Eles têm propostas indecentes, inconstitucionais, ilegais, imorais e que são panfletadas. Não podemos imaginar que a população pode ser enganada a esse ponto e que tem gente que propõe coisas impossíveis e inviáveis não só sob o aspecto econômico, mas também sob o aspecto legal. Tenho muito temor em relação a isso e, por isso, nossa campanha é propositiva", disse.
Dib, que participou semana passada do primeiro comício da campanha de Morando no Jardim Nazaré e durante o ato chamou os oposicionistas de mentirosos por supostamente espalharem que ele havia sido preso, voltou a falar sobre o assunto. "Estão propagando uma onda de boataria que estrategicamente aprenderam no ano passado, quando começaram a atacar a minha integridade", disse.
O prefeito ainda acusou o grupo de oposição de fazer "terror" na cidade na tentativa de atingir a sua administração, que dá sustentação à candidatura de Orlando Morando. "Eles vão às feiras públicas dizer que vamos acabar com as feiras. Vão em creches dizer que acabaremos com as creches. Vão a hospitais dizer que fecharemos os hospitais. Mas fomos nós que abrimos. Fazem uma campanha baseada no boato e no terror e a população, sempre que possível, deve ser alertada", afirmou.
Apesar de não citar nominalmente Maurício Soares (PT), Dib fez uma crítica direta ao ex-prefeito, que deixou o grupo governista para apoiar Marinho. "Quando assumi, havia 16 anos que não se abria uma vaga de creche na cidade. Não foi o prefeito A,B ou C. Foram 16 anos", disse. Soares governou São Bernardo por 11 anos (1988-1992, 1996-2000 e 2000-2003, quando renunciou alegando problemas de saúde, dando lugar a seu vice na época, William Dib).
"Tem gente que fala que gosta de pobre e do povo. Mas gostava na verdade de asfaltar a cidade e não de dar uniforme, distribuir material escolar, fazer creche, avançar na Saúde, fazer a descentralização dos ambulatórios. Enfim, não gostava de várias coisas."

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Newton Brandão perde programa de governo


Por: Júlio Gardesani

Brandão não se lembrava para quem tinha emprestado o programa de governo. Foto: Antonio Ledes


Candidato tinha emprestado documento a repórter e não se lembrava
O programa de governo do candidato do PSDB à Prefeitura de Santo André, Newton Brandão, sumiu durante uma semana. O tucano ficou sem falar de suas propostas até o final da tarde desta quarta- feira (13/08) quando soube que tinha emprestado o documento para o repórter Leandro Amaral, do jornal Repórter Diário.
“Eu entreguei o programa para um amigo e agora não me lembro para quem foi. Não sei se o partido tem outro, mas fica difícil pra eu falar de propostas sem o plano em mãos”, lamentou Brandão no meio da tarde de quarta-feira. No final da tarde, o repórter Leandro Amaral leu a notícia no site do ABCD MAIOR e se espantou com o fato de estar com o único programa de governo do PSDB em Santo André.
"Quando fui entrevistar o candidato, pedi emprestado o programa para pegar detalhes. Ele me entregou mas pediu para devolver, pois tinha apenas aquela cópia. Na hora, achei que era brincadeira e, de fato, não mandei de volta o programa", contou o jornalista que após ler a notícia no site do ABCD MAIOR telefonou para o candidato tucano. Brandão agradeceu o repórter por devolver o documento.
Durante a última entrevista concedida pelo tucano ao ABCD MAIOR, na quarta-feira (06/08), Brandão ainda estava com o programa de governo. Entre suas principais propostas estavam a retomada de seus antigos projetos, quando ainda era prefeito, há 12 anos.
“Prefeito bom é prefeito que faz obras. Isso pode ser feito em qualquer lugar. Vamos fazer mais pontes e obras bonitas como eu fazia quando prefeito”, afirmou Brandão.


P.S.: Essa tinha que ser registrada.